Veja: 8 “acidentes” de avião causados propositalmente por pilotos ou copilotos

plaincrash-585Poderia ser enredo do filme argentino Relatos Selvagens, mas estampa as manchetes mundiais: gravações da caixa-preta indicam a hipótese do próprio copiloto ter induzido o acidente, propositalmente, no caso do acidente da Germanwings, na França, na última terça-feira (24/3).
No entanto, não é tão incomum assim casos em que os acidentes aéreos são causados pelos pilotos. A Aviation Safety Network (ASN), site que disponibiliza informação sobre segurança e acidentes na aviação mundial, contabilizou, nos últimos 39 anos, oito casos semelhantes ao da Germanwings.
Caso as investigações concluam que o copiloto tenha provocado o acidente deliberadamente, ele será o 9º caso da lista da ASN, mas não entrará como o que matou mais gente, apesar das 150 vítimas. A pior tragédia é de 1999, quando uma aeronave da Egypt Air caiu no mar de Massachusetts, nos Estados Unidos, a caminho de Cairo. Todas as 217 pessoas a bordo morreram. Apesar das investigações não serem conclusivas, tudo indica que o próprio piloto provocou o acidente. Durante a queda, ele repetiu oito vezes “eu confio em Deus”.
As demais histórias vão desde um ex-marido vingativo que jogou o avião contra o prédio da esposa (que não estava presente no local), em 1976, até o pilotos com histórico de depressão e problemas na vida pessoal.

Relembre:

24/11/2013:
Namíbia – 33 vítimas
O avião ia de Moçambique em direção a Angola, quando caiu no Parque Nacional da Namíbia. O copiloto saiu para ir ao banheiro e o capitão mudou bruscamente a altitude, chegando à velocidade mais alta possível. Investigações indicam que o piloto passava por problemas no casamento e, um ano antes do acidente, tinha perdido o filho.

31/10/1999: Estados Unidos – 217 vítimas
O voo da Egypt Air saiu de Los Angeles em direção ao Cairo. Cerca de 30 minutos depois de levantar voo de escala em Nova York, caiu no oceano, perto do estado de Massachusetts. As gravações mostram que a aeronave começou a cair quando o capitão foi ao banheiro e deixou o copiloto sozinho na cabine. Segundo os dados, o copiloto repete oito vezes “eu confio em Deus”.

11/10/1999:
Botswana – 1 vítima
Um piloto afastado por motivos de saúde da Air Botswana roubou um avião do pátio e pediu aos controladores para conversar com o presidente do país, o presidente da empresa e sua namorada. Enquanto controladores de voo tentavam atender os pedidos do piloto, ele jogou o avião contra outras duas aeronaves no aeroporto de Gaborone.

19/12/1997:
Indonésia – 104 vítimas
O avião saiu da Indonésia em direção a Singapura, mas cerca de 40 minutos depois caiu no Rio Musi, ao sul da ilha indonésia Samatra. As investigações foram longas, exaustivas, e nunca concluídas, mas apontam para a hipótese de suicídio. O piloto passava por problemas no trabalho e dificuldades financeiras.

21/08/1994:
Marrocos – 44 vítimas
Cerca de 10 minutos depois do voo da Royal Air Maroc partir em um voo doméstico, o avião perdeu o controle e caiu nas montanhas. Dizem que o piloto tirou do modo automático e deliberadamente atirou o avião contra as montanhas. A União Marroquina de Pilotos nega essa hipótese e afirma que ele aparentava estar normal, sem sinais de infelicidade na vida pessoal ou no trabalho.

13/07/1994:
Rússia – 1 vítima
Um piloto da Força Aérea Russa roubou uma aeronave para cometer suicídio. Ele ficou sobrevoando a cidade até o combustível acabar.

22/08/1979:
Colômbia – 3 vítimas
Um jovem de 22 anos roubou um avião de carga no aeroporto de Bogotá, após ser demitido da oficina do estabelecimento. Ele jogou o avião contra uma área residencial nos subúrbios da cidade.

26/09/1976:
Rússia – 12 vítimas
Um homem roubou um avião e jogou-o contra o prédio de sua ex mulher, matando 11 pessoas – ela não foi uma das vítimas.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump