Um trote com 100 pedidos de pizza em 15 dias pode resultar em cadeia

Além de pizza, o homem recebeu outros produtos, como sushi e currywurst.

Receber uma pizza quentinha durante o expediente costuma deixar muita gente com água na boca. Mas não para um advogado alemão, que já perdeu a paciência. Mas também pudera. É que ele não fez nenhum pedido e já recebeu mais de 100 entregas indesejadas em um período de 15 dias. E não tem ideia de quem é o engraçadinho responsável pelos trotes.

Guido Grolle, um advogado de Dortmund, virou notícia mundial por conta dessas entregas, relatadas pelo jornal local “Ruhr Nachrichten”. Grolle inclusive já abriu um processo judicial, tentando encontrar o responsável pelos pedidos. Pela lei alemã, afinal, fazer pedidos em nome de alguém é crime e pode levar a até três anos de prisão.

“É irritante, você mal consegue trabalhar”, reclamou Grolle, que tem recebido não apenas entregas de pizza, mas também de outros produtos alimentícios, como sushis e currywurst (prato típico alemão, com salsicha, ketchup e curry). No relato que fez à publicação alemã, o advogado contou que chega a não conseguir trabalhar, tantas são as entregas e as mensagens por e-mail que chegam ao seu computador avisando sobre os pedidos.

Em uma única manhã, segundo ele, 15 pedidos chegaram ao escritório em um espaço de apenas 27 minutos. Grolle não aceita a comida e também faz questão de avisar que não consumiu os produtos. Quem está ficando com o prejuízo são as pizzarias de Dortmund que se irritaram e buscam recuperar o prejuizo.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump