Um dos Donos da Telexfree é preso em Worcester

Merrill foi preso por agentes da Segurança Nacional , na tarde da sexta (9) na Rota 9 em Worcester

James MerrillJames Merrill, co-proprietário da Telexfree Inc. , a empresa acusada de fraudar investidores brasileiros em um esquema de pirâmide financeira, foi preso, conforme informação do gabinete do procurador dos Estados Unidos Carmen Ortiz.
As autoridades também emitiram um mandado de prisão contra o co-proprietário Carlos Wanzeler , considerado foragido dos Estados Unidos para o Brasil durante o processo criminal. Merrill foi preso por agentes da Segurança Nacional, na tarde de sexta(9) na Rota 9 em Worcester. As acusações contra ele será arquivado no Tribunal Distrital em Worcester. Um advogado de Wanzeler disse em uma audiência quarta-feira que ele não sabia o paradeiro de seu cliente. O advogado de Wanzeler disse em audiência na quarta feira que não sabia do paradeiro do seu cliente, mas que ele poderia ter viajado para o Brasil já que tem dupla cidadania. A justiça America processou Telexfree e congelou os ativos da empresa no mês passado, alegando que a empresa e seus diretores estavam operando um esquema ilegal de pirâmide que pode ter levantado mais de $ 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. A empresa teria supostamente induzido milhares de pessoas a comprar o seu serviço de telefonia a distância e em paralelo publicar anuncio online da Telefree.
O esquema aparente pode ter custado investidores em Massachusetts $ 90 milhões. Merrill e Wanzeler conheceu na década de 1990 , quando Wanzeler e sua família de imigrantes brasileiros foi trabalhar para Ashland empresa de limpeza da Merrill , de acordo com registros do tribunal.
Com o tempo os dois se tornaram parceiros de negócios e expandiu-se em telecomunicações. Merrill , 52 anos, vive em Ashland e ainda tem o seu negócio de limpeza , mas é muito menor , dizem as autoridades estaduais .
Durante o interrogatório Merrill fala sobre vários aspectos do site da Telexfree , incluindo fotos dele em pé na frente de seu prédio em Marlborough e um no Rio de Janeiro. Foi lhe perguntado a informação constante no site da empresa que ele é graduado em economia a partir de Westfield State University, em Massachusetts. Merrill disse aos investigadores que não era verdade, que ele não tinha terminado a escola. Ele tentou fazer com que seus colegas para corrigir o site , ele disse, “ sem sucesso “.
A maioria das vitimas da Telefree são imigrantes brasileiros ou da República Dominicana, induzidos por pessoas das respectivas comunidades que salientavam a facilidade de ganhar dinheiro apenas postando anúncios da internet. Telexfree entrou com pedido de proteção do Capítulo 11 falência em Nevada , no mês passado . Mas um juiz federal de Las Vegas enviou o caso para Massachusetts , esta semana , a pedido das autoridades federais.
Os advogados que representam a empresa argumentaram no tribunal que os proprietários da empresa têm um serviço telefônico de venda legítimo, negócio baseado na Internet para chamadas de longa distância e um aplicativo de telefone móvel para acompanhar.
Eles disseram que a Telexfree pediu proteção contra falência federal em Nevada , no mês passado para que ele pudesse reorganizar o negócio. Mas a SEC disse no tribunal nesta semana que não há nenhum negócio significativo para falar pela Telexfree .
“Acreditamos que não há nada para reorganizar aqui ‘’ , disse Frank Huntington, um advogado SEC . Huntington disse que , pela contabilidade do Telexfree , a empresa tem cerca de US $ 100 milhões em ativos que poderiam estar disponíveis para os credores , a maioria dos quais são participantes e dos divulgadores da empresa.
Esse número inclui US $ 38 milhões em cheques bancários apreendidos com o diretor financeiro da empresa em uma operação realizada no mês passado. Fonte Boston Globe.

A Semana » Developed by Truejump