Trump perdoa ex-xerife que perseguia imigrantes

Joe Arpaio o homem que aterrorizou a vida dos imigrantes ilegais recebe o perdão do Presidente.

 Da Redação

O ex-xerife Joe  Arpaio acusado de perseguir imigrantes recebeu no dia 25 de agosto , o perdão do Presidente Trump. Joseph sempre declarou abertamente ser contra a imigração ilegal, sua postura o levou a se tornar um dos aliados ao atual presidente. Este é o primeiro perdão concedido por Trump .

O perdão foi uma surpresa para os críticos que acreditavam que o Joe Arpaio fosse condenado devido as consequências de suas atitudes que  separavam as famílias de imigrantes e promoveram uma cultura de crueldade ao alojar presos em tendas ao ar livre durante o calor e obrigando-os a usar roupas íntimas cor-de-rosa.

Arpaio foi acusado de prolongar as patrulhas durante 17 meses depois de um juiz ter ordenado que ele e sua equipe parassem de buscar pessoas com perfil de latino. Supõe-se que sua ação era para que ele pudesse promover seus esforços de aplicação da imigração em uma tentativa de impulsionar sua campanha de reeleição, bem sucedida em 2012. Arpaio reconheceu estender as patrulhas, mas insistiu que não era intencional, culpando um dos seus antigos advogados por não explicar adequadamente a importância da ordem judicial.

O escritório de Arpaio foi acusado de atirar ou destruir alguns registros de parada de trânsito durante as patrulhas de imigração. O xerife foi acusado de pedir algumas patrulhas de imigração não baseadas em relatos de crime, mas sim em cartas de cidadãos que se queixavam de pessoas com pele escura se reunindo em uma área ou falando espanhol. Outros casos de irregularidades também foram identificados, mas nenhum deles foi levados a acusações criminais.

A aliança entre Trump e Arpaio centra-se fortemente na aplicação da imigração, como fazer com que policiais locais participem da aplicação da imigração. O perdão contradiz um tema-chave no movimento para uma aplicação mais rigorosa da imigração que todas as pessoas, independentemente de quem elas são, não estão acima da lei. Os políticos do Arizona invocaram o “Estado de Direito” por mais de uma década como princípio orientador na promoção de leis de imigração mais duras.Durante a campanha presidencial Trump mencionou  o nome de Arpaio em seus apelos para uma aplicação mais rigorosa da imigração  e defendeu táticas que tornaram o ex-legislador do Arizona um homem conhecido. Em um discurso na Convenção Nacional Republicana Joe disse que Trump impedirá que os imigrantes se esgueirassem para o país.

Arpaio também já esteve envolvido em duas investigações federais sobre a falta de US $ 100 milhões em fundos de prisões e investigações criminais de inimigos políticos. Porém as investigações não chegaram a nenhuma  ação que fosse qualificada como acusação contra o xerife ou seus funcionários.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump