So-g revoluciona o mercado das apostas esportivas

Site brinca de ser o Robin Hood das apostas e incentiva projetos sociais no Brasil.

Investidores do mercado de apostas online viraram os seus olhos para o Brasil em dezembro do ano passado, quando o então presidente Michel Temer sancionou a lei que autoriza apostas desportivas por quota fixa no país. Em junho, a Lei 13.756/2018 entrou em vigor, e agora, ficará por parte do Ministério da Fazenda a regulamentar a atividade. As empresas de apostas por quota fixa viviam em um limbo jurídico onde por um lado, havia a proibição de jogos prevista pela Lei de Contravenções Penais de 1941, e por outro, o Código Penal estabelecendo que a lei brasileira só se pode ser aplicada aos atos praticados no território nacional. Assim, as empresas virtuais ficariam sujeitas apenas à legislação de seus respectivos países de origem. Com a regulamentação da atividade, as empresas de apostas estrangeiras poderão obter licenças para operardiretamente no país, e a consequente arrecadação de fundos tributários.

E em meio a um mercado conhecido por seu poder predatório, uma empresa se apresenta com uma ideia de jogo consciente. A so-g é uma plataforma online que possibilita apostas esportivas socialmente responsáveis, e de qual maneira?

Prometendo doar 50% do lucro de todas as apostasrealizadas em seu site para instituições de caridade e projetos sociais à escolha do usuário, além de fazer uso da tecnologia WagerScore, que protege os usuários do site que tenham possíveis problemas de vício em jogos a colocarem as suas finanças e patrimônio em risco, bloqueando-os a prosseguir no site.

Nesta quinta (19), a empresa promoveu uma confraternização em Ipanema, no Marea Fasano, entre representantes de projetos sociais locais, atletas, influenciadores digitais e parceiros interessados em aprender mais sobre o formato da empresa, que promete revolucionar o mundo dos esportes e do jogo consciente. O evento contou com a presença dos atletas formados pelo projeto Miratus, idealizado pelo Sebastião Oliveira e localizado na Praça Seca, de onde já vieram muitas medalhas, dentre elas, a nossa primeira dourada em um Panamericano. Os meninos irão competir no torneio sul-americano no Equador em novembro, financiados pelos prêmios dos desafios promovidos pela So-g.

O futuro do mercado de apostas no Brasil ainda é uma incógnita para muitos, porém, iniciativas como a da empresa so-g enaltecem o investimento de maneira consciente e socialmente responsável e é um exemplo a ser seguido.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump