Recém-casada que empurrou marido de penhasco é condenada a 30 anos de prisão

Jordan empurrou o marido, Cody Johnson, de 25 anos, de um penhasco, após uma discussão sobre o arrependimento pelo casamento.

mulherA recém-casada que confessou ter empurrado o marido de um penhasco apenas 8 dias após o casamento foi condenada, na última sexta-feira, a 30 anos de prisão. De acordo com o jornal New York Post, o juiz Donald Molloy afirmou não ter visto sinais de arrependimento de Jordan Graham, de 23 anos. A jovem ainda terá que pagar uma multa de cerca de US$ 16 mil (em torno de R$ 35 mil).
O crime aconteceu no Parque Nacional Glacier, em Montana, nos Estados Unidos, em julho do ano passado. Jordan empurrou o marido, Cody Johnson, de 25 anos, de um penhasco, após uma discussão sobre o arrependimento pelo casamento. Johnson foi dado como desaparecido em 8 de julho, ao não comparecer ao trabalho. A mulher relatou mais tarde que ela tinha visto seu corpo no parque, mas ele só foi encontrado cinco dias após o crime.
Segundo o jornal, como foi condenada em uma esfera federal, dificilmente Jordan conseguirá redução da pena. A norte-americana estava chorando quando ouvia a sentença, em um tribunal em Missoula. Ela foi acusada de homicídio de segundo grau e confessou o crime em dezembro do ano passado.
O juiz, contudo, afirmou que ainda não consegue acreditar plenamente nas afirmações de Jordan. “Há apenas uma pessoa nessa sala que sabe o que aconteceu, e eu não acho que ela tenha sido completamente honesta sobre isso”, afirmou Molloy.
Johnson foi declarado desaparecido um dia após o crime, quando faltou ao trabalho. Na época, ela afirmou à polícia que desconhecia o paradeiro do marido, que teria saído com um amigo na noite anterior.
Posteriormente, Jordan disse ao FBI que ela havia discutido com o marido em 7 de julho, enquanto eles caminhavam no parque.

 

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump