Presos são decapitados durante rebelião em presídio do Paraná

16819454

Quatro detentos foram mortos durante motim, dois deles decapitados

Quatro detentos foram mortos durante motim, dois deles decapitados. Os detentos foram espancados, amarrados e arremessados do telhado da penitenciária. Eles caíram de uma altura de 15 metros. Dois deles foram decapitados.

Após 34 horas de rebelião, a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju) do Paraná anunciou, por volta das 17h desta segunda-feira, que chegou a um acordo com os presos da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), no oeste do Paraná. Os dois agentes penitenciários mantidos reféns ainda não foram liberados, o que as autoridades esperam para as próximas horas, para encerrar de vez o motim.

Iniciada neste domingo, a rebelião contabiliza, oficialmente, quatro detentos mortos dois deles foram decapitados, e os outros dois, atirados do telhado, de uma altura de 15 metros. No entanto, em entrevista à imprensa em frente à PEC, o juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), Paulo Damas, afirmou que o número de mortos pode variar entre 10 e 20.

A condição imposta pelos presos e aceita pelo governo para o fim da rebelião, segundo a assessoria de imprensa da Seju, foi a transferência de 600 detentos para outros presídios. O número é mais da metade da população carcerária divulgada neste domingo – 1.038. Além disso, cerca de 145 presos já foram transferidos desde o início das negociações.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump