Policial brasileiro exibi vídeo dizendo que o fuzil “vai cantar pro bandido mimi”

pm587

PM exibe fuzil em vídeo, e diz que arma “vai cantar pro bandido mimi”

Os dois policiais militares que apareceram em vídeo em que um fuzil é chamado de “neném” foram afastados das ruas nesta terça-feira (7). Segundo a Polícia Militar, os agentes estão sendo investigados pela Corregedoria da corporação e serão submetidos a trabalhos administrativos. Um dos PMs afirma que a arma “vai cantar pro bandido mimi”

(veja o vídeo abaixo).

Segundo a PM, dois agentes são lotados no batalhão da Maré (22º BPM). Eles foram ouvidos na 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, que averigua o caso. No vídeo, o agente que faz a gravação pergunta para o colega a quem ele chama de Silva se a “bala vai comer.” Esse outro policial conduz o carro em que eles se encontram.

Aí Silva, será que a bala vai comer agora, Silva? Dá um alô, Silva, pro amigo! A bala vai comer, neguinho. Tamos chegando, filha da p… Ó meu bebezinho aqui, ó. Neném vai cantar, né neném? Neném vai cantar agora. Vai cantar pro bandido mimi. Bora Silva. Taca bala.
De acordo com a corporação, o vídeo foi enviado à Corregedoria para que as devidas providências sejam tomadas. A polícia informou que os agentes receberão novamente orientações educativas quanto à postura esperadas deles enquanto servidores públicos.

Na quarta-feira (1º), a PM iniciou a troca de comando do Complexo da Maré. Em etapas, a corporação vai ocupar o espaço que antes era controlado pelo Exército. Sobre a ocupação, o relações públicas da polícia, coronel Frederico Caldas, afirmou que, “se a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) não der certo, vai todo mundo para o buraco”.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump