Parceria proporciona aulas de capoeira para crianças em Somerville (MA)

Por Adson Fernandes

capo2O Grupo Sinhá Capoeira com suas aulas realizadas no Endereço 272 da Brodway  em Sumerville,  é  a única entidade de ensino de Capoeira reconhecida,   pelo Estado de Massachusetts.

O uso da arte e dos esportes, há muito, tem dado contribuição para o desenvolvimento físico e mental, como também na formação de caráter de cidadãos conscientes e responsáveis. É exatamente essa a proposta do Contra Mestre de Capoeira Chuvisquinho . Vale mencionar que a Capoeira possui a característica de ser arte e esporte ao mesmo tempo, o que certamente é o diferencial que faz de Chuvsiquinho uma referência brasileira no ensinamento de adultos, jovens e crianças. O Grupo Sinhá Capoeira com suas aulas realizadas no Endereço 272 da Brodway em Sumerville, é a única entidade de ensino de Capoeira reconhecida, pelo Estado de Massachusetts, pelo trabalho no auxilio à inclusão de crianças com necessidades especiais. Além de ter presença permanente nas universidades NORTHEASTERN UNIVERSITY e UMASS BOSTON e em diferentes localidades ao redor de Boston.

Atualmente está sendo realizado um trabalho em parceria do Grupo Sinhá Capoeira com o psicólogo americano Doutor Devin G.Atallah-Gutierrez graduado pela Boston University e também aluno de Chuvisquinhio, trabalho esse voltado para o público infantil de Sumerville. Para participar basta comparecer no endereço mencionado acima, nas terças e quinta feiras. Não precisa ser profundo conhecedor para entender o quanto uma parceria dessa contribui para a formação de crianças disciplinadas e ativas, principalmente por aqui em que as crianças passam boa parte do tempo no interior de suas casas devido ao inverno rigoroso. Certamente esse trabalho proporciona aos pais o auxilio de uma educação de qualidade para seus filhos. 3 Gerações de Capoeira – Lindenberg Souza, mineiro de Belo Horizonte, 35 anos, é parte integrante da terceira geração de uma família de capoeiristas. Já aos dois anos de idade Chuvisquinho ensaiava seus primeiros movimentos na roda. De lá para cá só intensificou seu contato com essa arte e há 20 anos é professor. Começou ainda no Brasil e em 1997 decidiu ganhar o mundo compartilhando seus conhecimentos. Veio para os EUA e aqui se estabeleceu, conquistando respeito e reconhecimento.
A história da capoeira, por si só, demonstra a força dessa arte e esporte secular, que teve origem nas senzalas brasileiras e que se tornou a principal arma dos escravos na busca pela liberdade. OS primeiros praticantes foram perseguidos e até mesmo muito depois da libertação, as rodas de capoeira eram proibidas por lei e até bem pouco tempo eram alvos de discriminação. Ocorre que graças a famílias como a de Chuvisquinho, a Capoeira tornou-se um dos ícones mais reconhecidos da cultura brasileira em toda parte do mundo. Ao misturar dança, música e arte marcial, os capoeiristas proporcionam o compartilhamento de uma brasilidade que cada vez mais encanta e contagia pessoas pelo mundo afora. Um desses exemplos é advogada Lydia Eduard, advogada do Centro do Imigrante Brasileiro…

 

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump