Música não tem fronteira é vem do coração

522677_500788639961231_1198573466_nPor Adson Fernandes

A música brasileira tem sido admirada e estudada nas melhores Faculdades de Música do mundo. Não é raro encontrar apaixonados pela nossa música entre os estudantes dessas faculdades. Desde que Tom Jobim e Frank Sinatra gravaram um LP com Bossa Nova que colocou o Brasil em evidência no cenário mundial, pessoas de diferentes nacionalidades tem se interessado pela musica brasileira. Entretanto há também os estudiosos que acabam se enveredando pela nossa música e se encantam ao ter contato com a obra de Grandes compositores tupiniquins.

O jornal A Semana bateu um papo com um violonista recém formado na Faculdade de Música Berklee de Boston, uma das melhores do mundo. Kaoru Nagashima, japonês nascido em Tókio é uma dessas pessoas que nos faz comprovar que música não tem fronteira, mas tem origem na alma e no coração.
Kaorou ainda criança se encantou pela música, influenciado pelo irmão mais velho que tinha uma banda, nos anos 80 conheceu o trabalho de bandas como Sepultura, Metálica e outras, dai decidiu que seria um compositor. Ocorre que nem sempre os pais entendem e apóiam os sonhos dos filhos. Muitas vezes os filhos são praticamente obrigados a buscar os sonhos dos pais. O pai de Kaorou tentou fazer dele um executivo, para que pudesse dar seqüência ao negócio da família. Entretanto ainda no inicio do estudo no ensino médio no Japão o garoto teve sérios problemas e acabou sendo expulso da escola, pois tinha a mente focada nas notas musicais. Acabou sendo expulso também de casa, e foi morar sozinho e trabalhando economizou um dinheiro com a finalidade de investir na própria carreira. Mas um acidente de moto o fez consumir todo o dinheiro e sem ter o que fazer foi obrigado a recorrer à ajuda dos pais. Após a recuperação, acabou convencendo os pais a bancar os estudos do idioma inglês aqui nos Estados Unidos, começou estudando em Nova Iorque, aos 25 anos concluiu o curso de inglês, foi quando o pai decidiu que ele seria matriculado em uma International Bussines School (Escola de comércio Internacional). Mais uma vez a vocação falou mais alto e Kaorou contrariou o pai e disse que se fosse para continuar estudando aceitaria, contanto que fosse estudar música e assim acabou se matriculando na Berklee Escola de Música em Boston, onde concluiu o curso se dedicando ao violão clássico.

Durante o aprendizado o garoto japonês teve a possibilidade de conhecer e tocar obras de grandes mestres da música mundial e deixou-se influenciar por compositores de peso, dentre eles o Maestro Brasileiro Heitor Vila Lobos. Mas também coloca o pé no samba.

O sonho de se tornar compositor foi realizado exatamente pelo fato de Kaorou não desistir diante dos obstáculos. O primeiro CD vem sendo preparado com profissionalismo, algumas composições já estão prontas e hoje Kaorou busca parcerias, não desistiu de ter e ser parte de uma banda. Por enquanto seu trabalho está concentrado em novas composições.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump