Motorista que matou é acusado de violar direito do ciclista

Corpo de Pedro Pupa, formado em Piracicaba, não tem data para chegar. Amigos da companhia de balé prestarão homenagem.

BAILAO motorista do caminhão que atropelou e matou o bailarino brasileiro Pedro Pupa, de 20 anos, na Flórida, nos Estados Unidos (EUA), foi acusado de violação do direito dos ciclistas, conforme informações divulgadas no site do Distrito Policial de Sarasota. Segundo a tia da vítima, Camilla Pupa, o traslado do corpo será feito na semana que vem depois de uma homenagem prestada ao dançarino na segunda-feira (9). O jovem se formou em dança em Piracicaba (SP) e vivia fora do país há 4 anos. A data e o local do velório no Brasil não estão definidos.
O acidente aconteceu na noite desta quarta-feira (4) e o bailarino morreu no hospital durante a madrugada de quinta (5). Conforme informações da polícia americana, Pedro andava de bicicleta por uma avenida quando o caminhão de entregas cortou sua frente para entrar no museu Ringlin. A nota policial disse que o motorista, de 58 anos, afirmou que não viu o ciclista e que acabou batendo na lateral do veículo. O brasileiro foi socorrido no hospital Blake Medical Center.
A tia de Pedro, que mora em Piracicaba, contou que o rapaz iniciou a carreira aos 12 anos em uma academia em São Paulo (SP). Aos 15, ele entrou para a Companhia Estável de Dança (Cedan), onde se formou aos 17 anos. Após a formatura, ele se mudou para a Flórida, onde integrava a Sarasota Ballet e estudava na Miami City Ballet School.
Os amigos e colegas da companhia de dança devem prestar uma homenagem ao brasileiro na segunda (9) e só depois o corpo será enviado ao Brasil. A tia do jovem disse que a Sarasota Ballet irá arcar com todos os gastos do traslado. “Eles não querem deixar a gente pagar nada, pois estão nos ajudando muito”, afirmou Camilla. O corpo passou por autópsia nesta quinta, ainda segundo a tia.
A mãe de Pedro visitaria o filho nos Estados Unidos em dezembro. “Ele vinha todo ano ao Brasil para ver a família, mas como neste ano ele conseguiu um papel na companhia, não teve férias. A mãe faria o caminho inverso, mas infelizmente isso não será mais possível. Está todo mundo em choque”, disse Camilla.

Notas de pesar
A companhia Sarasota Ballet publicou uma nota oficial de pesar sobre a morte do bailarino brasileiro em sua página oficial no Facebook:
“Como alguns de vocês podem estar cientes, ontem à noite o bailarino Pedro Pupa faleceu. O choque e a dor que todos nós sentimos pela morte repentina de Pedro é insuportável. Ele era um belo dançarino, um membro que trabalhava duro na companhia, um verdadeiro amigo, um filho amoroso e acima de tudo uma pessoa maravilhosa para simplesmente estar ao redor. Ele estará para sempre em nossos corações e nunca realmente terá ido embora.”
Também por meio de nota, a diretora da Sarasota Ballet, Mary Anne Servian, disse: “Pedro era um dos jovens mais legais que tive o prazer de conhecer. Sempre com um sorriso, uma palavra gentil. Pedro viveu a vida por completo.”

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump