Marco Feliciano fala sobre sua pretensão em se candidatar a presidência da república

DSC_0534

Pastor Marco Aurélio, secretário internacional das missões evangélicas e Deputado Federal Marco Feliciano

Neste último sábado(24) o Pastor Marco Aurélio, secretário internacional das missões evangélicas realizou um importante evento motivado para ampliar parceiros empreendedores sociais e entre os participantes estava o Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano. Perguntamos ao Deputado se existe uma agenda própria e estratégica para realizar seu sonho de ser o próximo presidente da república, considerando sua interação polêmica sobre alguns temas, tais como ministério, política, família, homossexuais, cura-gay, aborto. Ao completar 43 anos no mês de outubro deste ano, o carismático deputado e expressivo pastor vem cumprindo uma agenda própria centralizada no contexto político e religioso, amado e odiado em vários seguimentos da sociedade. No histórico de sua trajetória, deixa claro sua pretensão em se candidatar a presidência da república,  segundo suas palavras  realizará “um furacão de mudanças no país” que necessariamente poderá passar pela comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Nesta agenda a neutralidade dos temas polêmicos não faz parte do seu currículo, porém se simpatiza com o que vem acontecendo nas redes sociais, como as ideias radicais que sugerem uma reforma constitucional que não seja polêmica em função do contexto entre verdades e mentiras, honestidade e desonestidade. Quando encontramos uma estrutura política formada por 33 partidos contraria a expectativa da maioria dos brasileiros contrapondo o altíssimo custo com a baixa produtividade quando vemos o resultado precário dos programas de saúde, educação, etc. Em relação a este tema, uma nova visão ganha espaço nas redes sociais visualizando um modelo político na versão robotizada para o cargo de presidente, propondo que os partidos construam o seu robor brain. Pesquisadores de robótica dos EUA estão trabalhando nisso ao usar a internet para desenvolver um grande cérebro robótico. Desde julho, cientistas de Cornell, Stanford, Brown e UC Berkeley compilam “cerca de um bilhão de imagens, 120.000 vídeos do YouTube e 100 milhões de documentos e manuais” em um banco de dados armazenado na nuvem. Esse banco poderá, no futuro, ser acessado e compartilhado por todos os eleitores brasileiros e escolher o futuro presidente e sua equipe de parlamenteares na versão robotizada “Robô Brain Brazil”. O sistema emprega o que cientistas chamam de “estrutura profunda de dados no universo de versões no caso brasileiro “sobre história da política no Brasil. Esse banco de dados, no decorrer do mandato, proporciona aos eleitores os acessos aos programas do Robô Brain Brazil e sua equipe”. É Fênix!! o renascer das cinzas.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump