Justiça americana pedem extradição de dirigentes da Fifa que estão presos na Suíça

José Maria Marim 597

o ex-presidente da CBF José Maria Marim esta na lista da justiça americana

Os Estados Unidos pediram a extradição dos sete dirigentes de futebol que estão presos na Suíça. Entre eles, o ex-presidente da CBF José Maria Marim. Todos são suspeitos de corrupção.

O pedido oficial de extradição foi entregue na noite desta quarta (4) pela embaixada americana à Justiça da Suíça, Os Estados Unidos querem que os sete dirigentes da Fifa, presos desde o dia 27 de maio, em Zurique, sejam transferidos e julgados em território americano.

Os presos são: Jeffrey Webb, ex-vice-presidente da Fifa; Eugênio Figueredo, da Confederação Sul Americana de Futebol; Eduardo Lee, presidente da Federação de Futebol da Costa Rica; Rafael Esquivel, da Federação da Venezuela; Júlio Rocha e Costas Takkas, ligados à Confederação de Futebol das Américas Central e do Norte, e do Caribe e o brasileiro José Maria Marin, ex-presidente da CBF. Todos são suspeitos de receber propina no maior escândalo de corrupção do futebol mundial. O valor é equivalente a mais de R$ 300 milhões.

No pedido de extradição, a justiça americana alega que as transações envolveram empresas e bancos dos Estados Unidos e, por isso, os suspeitos devem responder no país.

A Suíça e os Estados Unidos têm um tratado de extradição. Os presos terão que prestar depoimento à Justiça suíça, e as autoridades de lá tem um prazo de até 28 dias para analisar e decidir se mandam ou não os dirigentes para os Estados Unidos. Os sete já anunciaram que não concordam com a extradição. Eles ainda podem recorrer à Corte Federal Criminal e à Suprema Corte Federal na Suíça.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump