Jovem mineiro morre no México em travessia para os Estados Unidos

mineiro-jeferson

Jefferson de Oliveira da cidade de Sobrália (MG)

Jefferson Oliveira saiu do Brasil no começo do mês com o sonho de atravessar a fronteira e viver na América.

Um brasileiro perdeu a vida no México em tentativa de travessia ilegal para os Estados Unidos, acredita-se inicialmente que por afogamento.

Há ainda suspeita de que há mais uma morte no grupo de seis pessoas de Minas Gerais, que tentava cruzar a fronteira. O corpo do lavrador Jefferson Eduardo de Oliveira, de 20 anos, da cidade de Sobrália, no Vale do Rio Doce, a 297 quilômetros de Belo Horizonte, foi encontrado na quarta-feira, às margens do Rio Bravo, na cidade mexicana de Novo Laredo. Os pais e a esposa de Jefferson foram informados da morte dele na tarde da quinta-feira, depois que seu corpo foi reconhecido por meio de foto por um tio que mora em Boston, nos Estados Unidos.

“Uma mulher de Novo Laredo me ligou, na quarta-feira, depois de encontrar meu número de telefone na roupa do meu sobrinho. Pedi que ela enviasse fotos com detalhes, pois o rosto estava desfigurado. Quando percebi as roupas e a tatuagem no braço direito, com o nome da mãe dele, não tive dúvidas e liguei para meu irmão, pai dele”, disse Luciano Oliveira, de 42.

Na noite da última sexta-feira, o pai do rapaz, o motorista Reginaldo Oliveira, de 38 anos, tentava embarcar para o México, para reconhecer o corpo e buscar informações sobre sua morte. “Disse para meu irmão não ir, pois essa área mexicana é muito perigosa. Não acredito que o Jefferson morreu afogado, pois ele nadava muito bem. Acho que ele e o outro integrante do grupo foram assassinados”, afirmou Luciano. A informação inicial era de que Jefferson estava em um bote com os outros brasileiros e que, ao cair, se afogou na travessia do rio na divisa dos dois países.

A família do jovem aguarda detalhes sobre as circunstâncias de sua morte. O Itamaraty informou que o Consulado do Brasil no México já foi comunicado, no sentido de que faça contato com as autoridades locais, buscando apurar as circunstâncias do incidente. O consulado já está em contato com a família do estudante.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump