Homem diagnosticado positivo com o virus ebola em New York

ebola NYUm médico que tinha voltado para Nova York há 10 dias após o tratamento de pacientes com o vírus ebola na África Ocidental testou positivo para a doença, de acordo com autoridades. Identificado como Craig Spencer, o médico de 33 anos trabalhou com a organização Médicos Sem Fronteiras e vive no Upper Manhattan. Ele é a quarta pessoa a ser diagnosticada com a doença mortal.

Spencer contraiu a doença tratando pacientes na Guiné, um dos países mais atingidos pela epidemia na África. Ele relatou febre e problemas gastrointestinais na quinta-feira pela manhã e havia se colocado em quarentena em seu apartamento. Ele entrou em contato com a polícia e foi levado em um traje especial para o Bellevue Hospital Center, onde foi colocado em um quarto de hospital especialmente projetado para pacientes com doenças contagiosas.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, deu uma declaração após a confirmação do caso dizendo que “não há motivos para que os moradores da cidade fiquem alarmados a respeito do ebola”.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que teve informações da área de saúde do Estado de que o médico esteve em contato com quatro pessoas após retornar aos Estados Unidos.

Mary Travis Bassett, comissária de saúde da cidade, afirmou que os passos de Spencer em Nova York após a sua volta estão sendo traçados. Segundo ela, o médico jogou boliche no bairro do Brooklyn na quarta-feira e usou o metrô da cidade.

A comissária disse, no entanto, que esse levantamento não deve ser encarado com temor pelos moradores e que eles não devem temer o contágio da doença na cidade.

 

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump