Grupo Mulher Brasileira apoia decisão da Procuradoria de processar governo federal

no ban661

Protesto contra a ordem executiva de Trump

Segundo Maura Healey, a ordem executiva “viola lei federal, o processo legal e o direito de todos terem a mesma proteção”.

O Grupo Mulher Brasileira apoia e aplaude a decisão da Procuradora Geral do Estado, Maura Healey, de processar o governo federal em decorrência da ordem executiva assinada sexta-feira passada que banem muçulmanos e nacionais de sete países de entrar nos Estados Unidos. Segundo Maura Healey, a ordem executiva “viola lei federal, o processo legal e o direito de todos terem a mesma proteção”.

Maura Healey classificou a ordem executiva de “ilegal, discriminatória, inconstitucional e perigosa. Ela é danosa para nossas instituições, nossos cidadãos e nossos negócios. É uma ameaça à nossa constituição, ao invés de proteger nossa segurança nacional, estigmatiza aqueles que emigram legalmente para o nosso estado”. O processo pede para a ordem excutiva ser declarada inconstitucional.

A decisão da Procuradoria foi endossada pelos presidentes da UMass e Universidade de Boston, pela diretora do Sindicato das Liberdades Civis, por todos os deputados federais e pelo presidente do Senado de Massachusetts. O governador Charles Baker disse que apoia a decisão de Healey porque “Massachusetts é uma economia global e todos nós nos beneficiamos das experiências compartilhadas dos nossos parceiros do mundo inteiro para apoiar a nossa economia e as nossas instituições educacionais para fazer do nosso estado o melhor lugar pra viver, trabalhar e ter uma família. A ordem executiva coloca tudo isso em risco, não melhora nossa segurança e a falta de orientação associada à decisão súbita e repentina é problemática para todos os envolvidos.”

“Nós estamos orgulhosas da decisão da Procuradora porque entendemos que esta ordem executiva é não só ilegal e inconstitucional, mas desumana”, disse Heloisa Maria Galvão, diretora do Grupo Mulher Brasileira. “Não é direito estigmatizar grupos por religião, cor da pele ou qualquer outra categoria”. “Nós temos lutado há 22 anos contra a discriminação e xenofobia e pelos direitos dos imigrantes e continuaremos a trabalhar com nossa comunidade sempre”. O Grupo Mulher Brasileira está de portas abertas todos os dias da semana, qualquer pessoa pode vir aqui com dúvidas e questões ou telefonar para 617-202-5775.

Mais informações:
Heloisa Maria Galvão
Brazilian Women’s Group
697 Cambridge St. Suite 106
Brighton, MA 02135
Ph 617-202-5775
www.verdeamarelo.org

 

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump