Estudante é acusado de decapitar colega de classe em Lawrence, MA

borges-657

Matthew Borges, de 15 anos, frequentava a mesma sala da vítima, na Lawrence High School

Matthew Borges, de 15 anos, enfrenta a acusação de esfaquear e arrancar a cabeça de Lee Manuel Vilora Paulino, de 16 anos, em Lawrence (MA)

Um adolescente em Massachusetts está preso sem direito à fiança sob a acusação de ter matado e decaptado um colega de classe, cujo corpo foi encontrado nas margens de um rio, semana passada. Matthew Borges, de 15 anos, compareu à audiência preliminar, na Corte Distrital de Lawrence, acompanhado de policiais fortemente armados.

O jovem enfrenta a acusação de ter matado Lee Manuel Vilora Paulino, de 16 anos. O réu alegou inocência. Borges foi preso no sábado (3), dois dias depois que o corpo decaptado de Paulino foi encontrado nas margens do rio Merrimack. Carrie Kimball Monahan, porta-voz da Promotoria Pública do Condado de Essex, disse que os investigadores “simplesmente não sabem” como os dois estudantes da Lawrence High School se conheceram e o motivo do “homicídio grotesco”. “Nós não temos conhecimento do tipo de relacionamento que eles tinham”, disse Carrie. “Nós sabemos que os dois frequentavam a mesma escola”.

O promotor público do Distrito de Essex, Jonathan Blodgett, detalhou aos repórteres durante uma coletiva de imprensa que o corpo de Paulino estava tão mutilado que a autópsia demorou 11 horas para ser concluída. “Esse foi um assassinato horroroso, horroroso”, disse ele aos jornalistas. “Apesar de ter chocado a comunidade, nós estamos completamente e totalmente decididos a levar esse caso à luz da justiça”.

Parentes de Paulino relataram que Borges esteve na casa da vítima poucos dias antes de ela ter desaparecido em 18 de novembro. Eles acrescentaram que o Departamento de Polícia de Lawrence insistiu que o adolescente simplesmente tinha fugido de casa e se negou a procurar por ele depois que a família preencheu um boletim de pessoas desaparecidas. Uma testemunha disse aos investigadores que Borges confidenciou-se com ela.

“O Matthew disse a ele que havia feito algo ruim”, segundo documentos apresentados no tribunal. “O Matthew disse-lhe que havia esfaqueado um menino e cortou a cabeça fora; matando-o. Quando o Matthew dizia isso, ele gesticulava as mãos como se tivesse golpeando alguém e cortado a cabeça fora”.

Borges disse à polícia que ele e Paulino caminharam maté uma área remota às margens do rio Marrimack para fumar maconha em 18 de novembro e que , posteriormente, ele voltou para casa. “Isso (o crime) rachou a cidade”, disse Daniel Rivera, prefeito de Lawrence.

“Não se trata simplesmente de um assassinato; pois as vidas de dois jovens acabaram”. Colegas de classe disseram que Paulino “tinha um grande coração e que cantava com frequência na escola, incluindo durante as aulas e recreio. Ele não tinha problemas de disciplina e não se envolvia com companhias erradas, servindo até como “mentor” de alguns colegas”, disse um estudante que não quis se identificar. Borges está agendado para retornar ao tribunal em 10 de janeiro.

Por: Brazilian Voice

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump