Em Massachusetts mais de 300.000 adultos cobertos por MassHealth serão prejudicados pelo ‘Trumpcare’

Masshealth-634-2

Evento na Old South Church, trabalhadores, consumidores e ativistas falam dos riscos

Profissionais de Saúde e Ativistas destacam os Danos e Prejuízos que a Proposta Republicana para Substituir a Lei Acessível de Cuidados de Saúde irá infligir em Massachusetts.

Durante um evento na Old South Church, trabalhadores, consumidores e ativistas falam dos riscos para Massachusetts se os republicanos seguem com a proposta de substituição da lei de saúde

As tentativas dos republicanos de revogar e substituir a Lei Acessível de Cuidados de Saúde – Obamacare – serão desastrosas para os doentes mentais, mulheres, crianças, séniores e para aqueles que necessitam de cuidados do abuso de substância químicas, de acordo com trabalhadores e ativistas.

“Não dê ouvidos a quem diga que esta proposta não terá impacto negativamente em Massachusetts”, disse Tyrek D. Lee, Sr., Vice-Presidente Executivo de 1199SEIU United Healthcare Workers East, o maior sindicato de trabalhadores do estado. “A legislação em causa é um ataque contra os trabalhadores. Ela fornece cortes de impostos para os americanos mais ricos e pôe em perigo o seguro de saúde para aqueles que realmente precisam e representa uma ameaça para trabalhos importantes na maior indústria do Estado “.

“Esta mesma manhã, enquanto a maioria de nós ainda estava dormindo, o projeto da Câmara republicano passou o seu primeiro obstáculo para ser aprovado pelo comitê Ways and Means”, disse Hannah Frigand, diretor associado de Linha de Ajuda, Inscrição e Educação Comunitária da Organização Health Care For All. “Nós nos opomos a este plano e a qualquer outra proposta legislativa que irá aumentar os custos de saúde e cortes no acesso aos cuidados para os residentes na Commonwealth o o resto da nação.”

O projeto de lei para o debate no Congresso nos próximos dias pôe um fim na expansão do “Medicaid” a partir de 01 de janeiro de 2020, um sério golpe para reforma dos esforços de cuidados em Massachusetts. Isso ameaçaria a cobertura de mais de 300.000 adultos do estado atualmente cobertos por MassHealth, o programa do estado Medicaid. A proposta legislativa do GOP também institui tampões per capita e restringe a quantidade de financiamento disponível para cuidados de saúde. Essa mudança radical na estrutura do Medicaid racionaria os cuidados, mudaria os custos maciços para um orçamento do estado já tensa, e ameaçaria a cobertura e os benefícios para 650.000 crianças de Massachusetts, 170.000 idosos e 280.000 pessoas com deficiência.

A proposta aumentará despesas para aqueles que menos podem pagá-las, e aumentará os custos para muitos com seguro privado devido à redução de créditos fiscais e a eliminação de assistência para pagar por gastos e serviços de saúde. Mais de 190.000 pessoas em Massachusetts atualmente recebem créditos fiscais federais para ajudá-las a pagar o seguro de saúde.

“Este plano ignora o direito das pessoas pobres de ter acesso a cuidados que possam pagar, ao mesmo tempo em que calunia dizendo que se perderem cobertura será por causa de gastos irresponsáveis”, disse o Rev. John Edgerton, Ministro Associado da Old South Church e membro da Organização inter-religiosa da Grande Boston. “Se esse plano for aprovado, isso arruinará as pessoas financeiramente. Mas pior do que isso, as pessoas que poderiam ter permanecido saudável vai ficar doente. Pessoas, que poderiam ter sobrevivido, vão morrer. ”

A coligação diversificada de ativistas que se reuniram na Old South Church incluiu prestadores de cuidados de saúde, trabalhadores, consumidores e líderes religiosos – muitos dos quais foram parte integrante da passagem da lei inovadora de saúde da Commonwealth de 2006. Os indivíduos, representando quase uma dúzia de grupos, mostraram um frente comun na oposição ao plano do Partido Republicano.

Oradores observou que a legislação republicana corta a cuidados de saúde garantidos através da Lei Acessível de Seguro(ACA em Inglês) e pressione para estados com mais gastos, oferecendo cortes de impostos para os ricos. Também poderia ter impactos negativos para provedores de saúde de Massachusetts e os postos de trabalho na indústria de cuidados de saúde.

“Na minha experiência como médico, nenhuma política federal teve um impacto tão positivo em meus pacientes quanto o “Affordable Care Act”, disse James S. Gessner, MD, presidente da Massachusetts Medical Society. “Graças à ACA, mais famílias aqui na Commonwealth foram capazes de obter seguro de saúde, e mais pacientes finalmente tiveram paz de espírito sobre sua capacidade de obter os cuidados médicos que eles precisam. Este projeto de lei para substituir o ACA irá garantir que os pacientes perdam acesso aos cuidados de saúde. Não é isso que nossos pacientes precisam, e não é o que nosso sistema de saúde necissita. ”

“Um dos benefícios mais importantes do ACA tem sido a sua capacidade de expandir a cobertura e acesso aos cuidados para os dependentes de substâncias químicas lutando e outros problemas de abuso de substâncias químicas”, disse Elizabeth Mooney, Coordenador Regional do Sudeste e Metrowest para a Organização de Massachusetts para Recuperação de Dependência (MOAR ). “Se este projeto de lei proposto pelos republicanos do Congresso passar, muitos desses serviços vitais irão acabar – exacerbando gravemente esta crise que está acabando com a vida de muitas pessoas em Massachusetts e em todo o país”.

A revogação da ACA e o desmantelamento da Planned Parenthood prejudicarão as pessoas de baixa renda, as pessoas de cor e as pessoas nas áreas rurais que já enfrentam muitas barreiras no acesso aos cuidados de saúde.

“Esta proposta perigosa bloqueará milhões de mulheres, homens e jovens de cuidados preventivos básicos como exames de câncer, controle de natalidade, testes de papanicolau, e testes e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis. Uma em cada cinco mulheres nos Estados Unidos depende de Planned Parenthood, e seus cuidados de saúde não devem ficar presos em agendas políticas extremas”, disse a Dra. Jennifer Childs-Roshak, presidente e CEO da Planned Parenthood League de Massachusetts.

Durante o evento, os palestrantes também apresentaram uma série de prioridades e ações que terão lugar nos próximos dias e semanas para combater o projeto de lei. Oradores incentivaram os residentes de Massachusetts a ligar para o governador Charlie Baker e a delegação do Congresso de Massachusetts para exortá-los a continuar a defender e para proteger os programas de cuidados de saúde críticos, incluindo o Medicaid. Os residentes também podem se juntar a uma equipe de Defensores do ACA para entrar em contato com os eleitores em distritos do Congresso swing e mobilizá-los para contatar seus próprios representantes no Congresso e dividir suas preocupações.

Para mais informação:
Maria Gonzalez Albuixech
mgonzalez@hcfama.org
617-275-2915
Nikko Mendoza
nikko.mendoza@1199.org
617-990-2487
Laura Wareck
lwareck@oneillandassoc.com
978-660-9587

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump