Dilma declara apoio às investigações no futebol

FifaA presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, se manifestou sobre o escândalo envolvendo pessoas ligadas à Fifa, que foram presas em uma ação em Zurique, na Suiça.

Dentre os presos, está o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

Outros brasileiros também estão sendo investigados no caso. O Empresário José Hawilla, mais conhecido como J. Hawilla, dono da Traffic, a maior empresa de marketing esportivo da América Latina, é um dos réus confessos que ajudaram na investigação. De acordo com o advogado, Hawilla está em liberdade atualmente nos Estados Unidos e apoia as investigações.

José Lazaro Margulies, proprietário das empresas Valente Corp. e Somerton Ltd., ambas ligadas a transmissões esportivas, é o terceiro brasileiro investigado pela FBI.

De acordo com a Presidente, que está no México em uma visita oficial ao país, a investigação é um passo importante para a melhora do futebol brasileiro. “Acho que esta investigação vai permitir uma maior profissionalização do futebol. Não vejo como isso pode prejudicar o futebol brasileiro. Só vai beneficiar o Brasil.”

Rousseff ainda disse que não só a Copa do Mundo, realizado no Brasil ano passado deve ser investigada, e sim, todas. “Se tiver de investigar a Copa, que se investiguem todas as Copas. Essa postura vale para todos, desde a Lava Jato até este caso”, disse a presidente Dilma Rousseff aos jornalistas da Cidade do México.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump