Dani Alves desabafa e critica Seleção: “Se não aprender, leva 7 de novo”

Lateral brasileiro admite estar em nível abaixo dos últimos anos, cita críticas em Barcelona e diz que gosta de sinceridade: “Ganhei o direito de que me respeitem”

DanielAlves_render_by_LF-RENDERSQuestionado na seleção brasileira e no Barcelona, Daniel Alves se defendeu. Em entrevista coletiva na última quinta-feira, na Espanha, o lateral-direito criticou a preparação comandada por Luiz Felipe Scolari na Copa do Mundo de 2014, analisou a goleada por 7 a 1 sofrida diante da Alemanha e fez um alerta.
– Primeiro, disseram que eu iria jogar, depois me tiraram… Não entendi. É preciso justificar de alguma forma as nossas últimas duas partidas. Mas tenho que estar preparado para aceitar as coisas boas e más. Não fomos bem preparados e encontramos um adversário que trabalhou muito bem, que nos deu uma grande lição de como competir em equipe, do que se deve fazer para uma competição como essa. São seis anos de um time com a mesma base. Nós não tivemos tanto trabalho assim, com um ano e quatro meses de preparação, com ideias diferentes do que é a competição. Isso faz no final que se leve de 7, mas poderíamos ter levado de 10. Se aprendermos a lição, poderemos competir nas próximas vezes. Se não aprendermos, podemos levar 7 outra vez – afirmou Daniel Alves.
O lateral minimizou o fato de estar fora da primeira convocação de Dunga logo depois da Copa do Mundo, na volta do treinador à seleção brasileira.
– Não fiquei chateado, porque depois da Copa tinham que buscar alguém para o papel de mau. E a mim sempre me cabe esse papel. Eu não posso deixar atacarem a minha equipe e me esconder. Eu me ponho na linha de frente. Às vezes é bom, às vezes é ruim. Não posso competir com toda a imprensa, porque são muito poderosos. Mas tenho que ser eu mesmo e defender os meus princípios – afirmou Daniel Alves.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump