Cuba está na moda entre os turistas americanos

CUBA-CAPAPouco importa que seja um país comunista e que não tenha McDonald’s e Starbucks. Cuba está na moda entre os americanos após a aproximação entre Washington e Havana, anunciada em dezembro passado.  “Sim, Cuba está na moda, porque as pessoas não a conhecem. Sentimos curiosidade porque pensamos que é como regressar à vida de 50 anos atrás”, declarou o professor aposentado Walton H., de Nova Jersey, enquanto passeava pelo bairro de Habana Vieja em sua primeira visita à ilha.  Nem todos os americanos podem viajar para Cuba, pois Washington só autoriza por enquanto as visitas em 12 categorias, entre elas atividades educativas, religiosas, artísticas e esportivas, mas não turísticas. A presença dos “yumas” – apelido dado pelos cubanos aos americanos ficou mais visível nas ruas da ilha depois que os presidentes Barack Obama e Raúl Castro surpreenderam o mundo no dia 17 de dezembro com o anúncio de que os dois países restabeleceriam relações diplomáticas após meio século de rivalidade. “Os americanos sentem que assim que Cuba se abrir mais, que o acordo entre os dois governos for concluído, haverá mais e mais turistas”, disse Larry, um californiano já idoso que admira a beleza dos prédios de Havana, entre eles o Capitólio Nacional, construído em referência ao famoso Congresso de Washington. “Isso é maravilhoso e o clima, fabuloso. Tudo está ótimo”, completou Larry, que assim como Walton viajou com um visto especial de uma semana.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump