Coluna Alto Astral: Dores da alma

paths_to_the_soul_-_h_2015-1Se você anda aborrecido, lembre-se daquele que espera um sorriso seu.

Viver bem é realmente uma arte! A vida é tão cheia de surpresas e decepções que o ser humano precisa mesmo ser um artista para elaborar suas alegrias e dores, ao longo da existência. Em momentos felizes, tudo é uma maravilha e muitas vezes, passamos por eles sem a menor valorização ou gratidão.

Há pessoas que, em sua insegurança, mesmo em fases positivas da vida ficam desconfiadas e temerosas de que estes momentos acabem e, assim, não aproveitam para saborear o presente.
Entretanto, difícil mesmo é quando as dores batem à nossa porta – dores físicas, através das doenças – e as dores morais – mais sofridas do que as primeiras. Dores morais são aquelas dores da alma que, em nossa fraqueza humana, permitimos que nos dominem. São elas: a ingratidão dos filhos, decepções familiares ou amorosas, fracassos financeiros e emocionais, etc. São nestas provações que a nossa fé e o nosso otimismo são cruelmente testados.

Nestes momentos é que o ser humano precisa entender que viver bem é o seu maior desafio e que estes testes são necessários na escola da vida. Se os encaramos com desespero, ressentimento e negativismo, acabaremos por não aprender as lições essenciais à nossa evolução e teremos que “repetir de ano”.

Diante das dores morais, o equilíbrio e o implacável desejo de crescer e ser feliz são fundamentais!

E, finalizando, uma sábia reflexão de autor desconhecido: “Se você está triste porque perdeu seu amor, lembre-se daquele que não teve amor para perder. Se você se decepcionou com alguma coisa, lembre-se daquele cujo nascimento já foi uma decepção. Se você está cansado de trabalhar, lembre-se daquele que, angustiado, perdeu um emprego. Se você reclama da comida mal feita, lembre-se daquele que morre faminto sem um pedaço de pão. Se um sonho seu foi desfeito, lembre-se daquele que vive num pesadelo constante. Se você anda aborrecido, lembre-se daquele que espera um sorriso seu. Se você teve um amor para perder; um trabalho para cansar, um sonho desfeito, uma tristeza para sentir, uma comida para reclamar… lembre-se de agradecer a Deus! Porque existem muitos que dariam tudo para ficar no seu lugar!”

Créditos: Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump