Campanha “Diga Sim à Vida” quer prevenir o suicídio entre brasileiros

Lidia Souza

Lídia Souza, do Grupo Solidariedade, está à frente de ações para combater o suicídio entre brasileiros

Por: Fabiano Ferreira

O registro de cinco suicídios de brasileiros que moram em Massachusetts, somente este ano, tem preocupado as entidades que prestam serviços à população. Para discutir esta questão e sensibilizar para a prevenção ao problema, o Grupo Solidariedade, em parceria com outros órgãos de apoio à saúde mental, promove a campanha “Diga Sim à Vida”, com diversas ações na comunidade brasileira.
O auge da campanha foi em setembro, quando se comemorou o Mês Mundial da Luta de Prevenção ao Suicídio. Segundo Lídia Souza, presidente e fundadora do Grupo Solidariedade, o próximo passo é a produção de uma cartilha com dicas sobre saúde mental e um guia com informações de quais locais a comunidade pode procurar ajuda em casos de depressão e surto psicótico, por exemplo.
Lídia conta que todo movimento começou nas redes sociais, com a postagem de vídeos de pessoas segurando um cartaz com a frase “Diga Sim à Vida” e deixando mensagens sobre a importância de valorizar a vida. Como a iniciativa tomou força, ela conversou com a cônsul Glivânia Maria de Oliveira, do Consulado Geral do Brasil em Boston, que deu total apoio àcausa. Também recentemente, o consulado começou a oferecer orientação gratuita na área de saúde mental, por meio da psicóloga Flávia Feijó.
“A cartilha que vamos produzir terá conteúdo educativo sobre saúde mental e recomendações de como procurar ajuda para quem mora na região Metroeste, South Shore e Grande Boston”, explica.
A intenção do grupo, que é um braço do New England Community Center Stoughton, é oferecer um trabalho parecido com o que é feito no Brasil pela Organização Não-Governamental CVV (Centro de Valorização à Vida).
Até agora, o grupo fez ações de sensibilização em eventos como o “Pintando o 7”, “Rodeio de Brockton”, jantares e redes sociais. “Falar de suicídio ainda é um tabu para muita gente, por isso nosso papel é levar o máximo de informações para que as pessoas evitem este tipo de tragédia e procurem ajuda com profissionais especializados”, diz.

Apoio faz a diferença
O apoio de pessoas conhecidas a este tipo de campanha é fundamental para chamar a atenção da população. O Grupo Solidariedade conseguiu recentemente a autorização da dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, para divulgar uma foto em que eles seguram a camiseta da campanha. “Eles vieram a Boston para fazer um show e quando falamos da campanha ambos resolveram apoiar”, conta Lídia.

Frustração e inverno agravam situação
O alto grau de expectativa para vencer e ter uma vida melhor, seguido de algumas decepções e frustrações estão entre as causas que levam muitos brasileiros a se suicidar. Pressionados por si próprios, muitos acabam não suportando a pressão de trabalhar demais ou atingir determinado padrão de vida aqui e/ou para suas famílias que ficaram no Brasil e entram em depressão.
Segundo psicólogos e profissionais que trabalham diretamente com ajuda à comunidade, o inverno rigoroso, em que as pessoas acabam tendo menos contatos e têm pouca exposição ao sol, também são fatores que contribuem para um quadro de depressão, que pode até levar ao suicídio. Veja quadro com dicas na página 9.

Para ter mais informações sobre a campanha “Diga Sim à Vida” entre em contato com o New England Community Center Stoughton – 753 Washington St 2 Floor – (781) 436-3190, site www.newenglandcommunitycenter.org

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump