Brasileiro é condenado à prisão perpétua por matar a filha em Massachusetts

Crime ocorreu em julho de 2016 quando brasileiro disparou nove tiros contra a própria filha; ele já havia sido deportado duas vezes.

O brasileiro Walter da Silva, de 47 anos, morador em Danbury (CT), foi sentenciado à prisão perpétua depois de assumir a culpa em ter matado com nove tiros a própria filha em julho de 2016. Conforme o Promotor Público Thomas Quinn III, do Condado de Bristol, o brasileiro admitiu no tribunal ter atirado e matado Sabrina da Silva, de 19 anos, na cidade de New Bedford, Massachusetts. As informações são do canal de TV local 12-WPRI.

Os promotores públicos alegaram que Silva alvejou a filha porque estava aborrecido com o fato de que Sabrina estava envolvida romanticamente com um homem mais velho. “Isso é realmente quase inimaginável que ele matou a própria filha porque estava zangado por ela tê-lo desrespeitado”, disse Thomas, no em que foi lida a sentença.

Silva assumiu a acusação de homicídio em 2º grau como parte do acordo, ele será elegível para liberdade condicional após ter servido 25 anos da sentença. Além disso, ele assumiu a culpa por posse ilegal de arma de fogo e porta uma arma de fogo carregada, detalhou Quinn. Pelo porte ilegal de arma, ele foi condenado a três anos de detenção, a qual ele cumprirá antes de cumprir a prisão perpétua, e pela acusação pelo porte de arma carregada, o réu foi sentenciado a 2 anos de prisão, que serão cumpridos junto à prisão perpétua.
Matéria do AcheiUsa

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump