Autoridades do México prende imigrantes da América Central que tentam entrar nos EUA

Mais de 500 pessoas, que fazem parte de caravanas, foram paradas na fronteira mexicana com a Guatemala depois que Trump fez pressão para a repressão aumentar no país vizinho.

A polícia mexicana prendeu centenas de imigrantes ilegais que fazem parte das caravanas que partem de países da América Central e tentam chegar aos Estados Unidos.
A criança é o centro de um cabo de guerra entre a força da polícia e o desespero de uma mãe. Mais de 500 pessoas foram presas. “Nos ajudem! Se volto pra casa, matam meu filho”, grita uma mulher. É gente pobre da América Central.
Os imigrantes formam caravanas e caminham rumo ao norte pra chegar aos Estados Unidos. Antigamente, só tinham problema na fronteira americana.

Quando o novo presidente mexicano, Andres Manuel Lopez Obrador assumiu, em dezembro, inclusive concedeu mais de mil vistos humanitários, para que essas pessoas pudessem entrar no México. Só que, nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump reclamou.
Em fevereiro, aumentou o número de pessoas que chegavam na fronteira pra pedir asilo. E Washington começou a fazer pressão para que a repressão voltasse com força no vizinho do sul.
As prisões acontecem logo no estado de Chiapas, bem ao sul do México, na fronteira com a Guatemala. De acordo com a polícia mexicana, mais de 7.500 pessoas estão presas só ali.
Quem consegue escapar da polícia, continua a marcha. Se embrenha na mata. É mais difícil empurrando um carrinho de bebê.

Laura Flores, de Honduras, pede: “Deixe-nos ir em paz. Estamos sofrendo com nossas crianças por um futuro melhor. Não é justo que nos cortem as asas”.

Notícias Relacionadas

Faça Um Comentário

O seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *

A Semana » Developed by Truejump